Archive for the ‘exposições fotografia a.m. lisboa’ Category

lx57 – Guillaume Pazat "Sensation"

Junho 13, 2009

data: até 20 jun 2009
local: lisboa-portugal, kgaleria, rua da vinha 43A, bairro alto, tel. 351 213431676, kgaleria@kameraphoto.com, gps lat ; long
acessos: , estacionamento-
horário: qua a sáb 15:00-20:00 (excepto feriados)
preço : entrada livre
nota : ver pf calendário global das exposiçőes existentes no post calendário de exposiçőes de fotografia

primeira exposição de um francês radicado em lisboa, colaborador de vários jornais e revistas o que lhe grangeia desde logo algum apoio mediático como as duas páginas do público de 13 de jun, cofundador da kameraphoto em que se inclui a galeria que lhe abre as portas mostra-nos fotos basicamente da américa latina embora as classifique de qualquer lugar, um pouco recriando a teoria dos não-lugares
Anúncios

lx56 – Daan van Golden "Vermelho ou Azul (Red or Blue)"

Junho 9, 2009

data: 20 jun a 06 set 2009
………conversa com daan van golden e anne pontégnie 20 jun às 16:30
………visitas guiadas por miguel wandschneider 04 jul e 05 set 17:00
local : lisboa – portugal, culturgest edifício sede da CGD, galeria 1, rua arco do cego, piso 1, tel. 351 217905155, culturgest@cgd.pt, gps lat: 38°44’28.46″N; long: 9° 8’34.93″O
horário: seg a sex (encerra à ter) 11:00 às 19:00 (última entrada 18:30)sáb, dom e fer 14:00 às 20:00 (última entrada 19:30)
preço : 2 euros (grátis até 16 anos, descontos vários)
acessos: metro : estação campo pequeno, autocarros : 54 e 56 paragem campo pequeno, 21, 36, 44, 45, 49, 83, 90, 91, 727, 732, 738 paragem av. república, 7, 22, 40 e 767 paragem pr. de londres, 7, 35, 727 e 767 paragem av. roma
nota : ver pf calendário global das exposições existentes no post calendário de exposições de fotografia
“Nas suas pinturas e fotografias meticulosamente executadas, Daan van Golden (Roterdão, 1936) encontra a beleza no quotidiano e trata objectos mundanos com integridade e respeito, mostrando-nos coisas familiares sob um novo olhar. ~8…) Organizada pelo Camden Arts Centre de Londres em colaboração com o Mamco de Genebra e a Culturgest, esta é a primeira grande exposição internacional itinerante de Daan van Golden, um artista bem conhecido e venerado na Holanda desde a década de 1960.”

lx55-Sandra Rocha – “Há metafísica bastante em não pensar em nada”

Junho 3, 2009

data : 14 mai a 31 ago 2009
local : lisboa-Portugal, casa fernando pessoa, rua coelho da rocha 16 (campo de ourique), tel. 351 213913270, cfp@casafernandopessoa.com, gps lat 38°42’59.73″N; long 9° 9’45.65″W
acessos: , estacionamento-
horário : seg a sáb 10:00-18:00
preço : entrada livre
nota : ver pf calendário global das exposições existentes no post calendário de exposições de fotografia
Fotografias sobre poemas de Alberto Caeiro, um heterónimo de Fernando Pessoa
Alberto Caeiro (ou seja Fernando Pessoa) inicia o poema com o mesmo título que esta exposição assim :
Há metafísica bastante em não pensar em nada.

O que penso eu do Mundo?
Sei lá o que penso do Mundo!
Se eu adoecesse pensaria nisso.

(…)
O único sentido íntimo das coisas
É elas não terem sentido íntimo nenhum.
(…)

lx54 – Joel Santos "Momentos de Luz"

Junho 3, 2009


data: 01 a 29 jun 2009
local: lisboa-portugal, imagerie –casa de imagens, r. das francesinhas 21-a (perto da assembleia da república), tel. 351 969 304 076,
geral@imagerieonline.com, gps lat 38°42’38.81″N; long 9° 9’15.57″W
acessos: metro-cais do sodré, rato; CP-santos; autocaros- E15, E25, E28, 773, 727, 714, 706, 28,
horário: seg a sex: 14:00-20:00
preço : entrada livre

nota : ver pf calendário global das exposições existentes no post calendário de exposições de fotografia
“Uma fotografia representa um momento único, permitindo-nos escrever com luz fragmentos irrepetíveis da realidade perceptível e, dessa forma, transcender os nossos próprios sentidos. Através das imagens em mostra, o autor convida o observador a assistir a alguns desses raros momentos e a viajar para pequenos cantos do mundo onde a harmonia e a magia da luz ainda imperam.”

lx53 – Fernando Penim Redondo "40 anos com pessoas"

Junho 2, 2009

data: 21 mai a 26 ago 2009
local: odivelas-portugal, centro de exposições de odivelas, rua fernão lopes (junto aos paços do concelho – quinta da memória), tel. 351 219320800, gps lat 38°47’20.14″N; long 9°10’47.01″W
acessos: , estacionamento-
horário: ter a dom 10:00 às 23:00
preço : entrada livre
nota : ver pf calendário global das exposições existentes no post calendário de exposições de fotografia
“O fio condutor da exposição é a descoberta da diversidade cultural e étnica, mesmo onde e quando a modernidade vai fazendo os seus “estragos”. Adicionalmente permite comparar o olhar de um mesmo fotógrafo em situações geográficas muito diferentes e em fases da vida muito distanciadas.As fotografias, divididas em dois grupos, foram produzidas com um interregno de cerca de 40 anos.
Grupo 1968/9 – fotografias a preto e braco, feitas na Guiné Bissau Durante dois anos percorri a Guiné, em serviço, e fui aproveitando essa oportunidade para contactar e registar o dia-a-dia do seu povo.Enquanto o fazia tinha a sensação de suspender a guerra. O conjunto de imagens apresentado documenta pessoas a trabalhar ou a divertir-se nos seus ambientes próprios, tal como as via um jovem tenente da Armada de 22 anos.
Grupo 2006/8 – fotografias a cores feitas na China, Índia e Nepal Um conjunto de viagens ao Oriente permitiu-me comparar a actualidade dos três países que tanta curiosidade despertam hoje. Na China são os traços do desenvolvimento acelerado que mais marcam. Na Índia e no Nepal somos mais tocados pela serenidade da beleza ancestral. O Nepal funciona, de certa forma, como recipiente misturador das influências dos outros dois gigantes. O conjunto de fotografias expostas mostra rostos e atitudes quotidianas fotografados nestes três países asiáticos que constituem uma continuidade geográfica.Fotografar pessoas é, em vários sentidos, um desafio. Elas são um detalhe na paisagem mas um detalhe que encerra um mundo.Quando fotografamos as pessoas elas deixam de ser uma abstracção, um número no meio de milhões, e a sua individualidade impõe-se de forma comovente.Penso que esta exposição mostra como, em 40 anos, nunca deixei de ser atraído pela magia desse processo.”

lx52 – Ângela Ferreira "Return of the Real 7"

Maio 28, 2009

data: 16 mai a 12 jul 2009
local: vila franca de xira-portugal, museu do neo-realismo, rua alves redol 45, , tel. 351 263285626,
neorealismo@cm-vfxira.pt, gps lat ; long
acessos: , estacionamento-
horário: ter a sex 10:00 às 19:00; sab 15:00 às 22:00; dom 11:00 às 18:00
preço :
nota : ver pf calendário global das exposições existentes no post calendário de exposições de fotografia

“a autora foi a representante portuguesa na bienal de veneza 2007 e o seu trabalho tende a elaborar uma visão crítica sobre as relações culturais e políticas no Portugal pós-colonial. Nas suas obras, onde frequentemente associa textos, fotografias e vídeos, a artista multiplica referências políticas e sociais a partir do conflito entre o original e o simulacro, desencadeando
uma reflexão permanente acerca do valor e do significado da nossa identidade.
Em tempo de crise económica e outras ameaças mundiais, Ângela Ferreira regressa à série das “Hortas”, desenvolvendo um tema que amplia o sentido político e sociológico do seu trabalho. As fotografias agora expostas no MNR sublinham o significado paradoxal de conceitos como sobrevivência, comunidade, economia e apropriação, observando nas hortas dos arrabaldes de Lisboa uma prática individual com o sentido político, mesmo que reinventado, de uma espécie de “reforma agrária” em meio urbano”

lx51 – Nuno Félix da Costa "Portulíndia"

Maio 26, 2009

data: 05 jun a 12 jul 2009 (visita guiada pelo autor a 19 jun pelas 18:30)
local: lisboa-portugal, museu do oriente-lounge , avenida brasília, doca de alcântara (norte), (entrada pela fachada virada para a av. 24de julho), tel. 351 213585200, minfo@foriente.pt, gps lat 38º 42′ 09N; long 9º 10′ 20W
acessos: autocarros: 12, 28, 714, 738, 742; eléctricos: 15E, 18E; comboios: Linha de Cascais (Estação de Alcântara), Linha da Azambuja (Alcântara-Terra),
estacionamento-parque público junto ao museu
horário: ter a qui e sab e dom 10:00 às 18:00; sex 10:00 às 22:00
preço : entrada livre
nota : ver pf calendário global das exposições existentes no post calendário de exposições de fotografia
“Imagens de lugares e gente de Portugal e da Índia, captadas pela objectiva do psiquiatra Nuno Félix da Costa.
As duas regiões do globo são percorridas numa perspectiva ageográfica, sem carácter de roteiro turístico e sem intenção de identificar semelhanças ou diferenças entre nós e o estrangeiro. As imagens incentivam-nos a inventarmos o que representam, o seu contexto e as suas histórias, tendo em mente que para tal devemos ter um lema: “Nem sempre o estrangeiro é o que está do outro lado”, segundo escreveu o poeta Nuno Júdice. “Também os nossos lugares nos suscitam estranheza”.
A mostra foi apresentada no final de 2008 na galeria da delegação da Fundação Oriente na Índia, por ocasião da terceira fase da Conferência Internacional e Transdisciplinar Garcia de Orta e Alexander von Humboldt – Transversalidades a Oriente e a Ocidente, realizada em Goa.
Nuno Félix da Costa nasceu em Lisboa em 1950. Professor na Faculdade de Medicina de Lisboa e no Instituto Superior de Ciências Sociais, mantém, desde 1983, uma actividade regular na área das artes plásticas.”

lx49 – colectiva-"Ar.Co Bolseiros & Finalistas 2008"

Maio 24, 2009

data: 22 mai a 26 jun 2009
local: lisboa-portugal, galeria do palácio galveias, campo pequeno 53, , tel. 351 217803043, , gps lat ; long
acessos: metro: campo pequeno, estacionamento-
horário: ter a sex 10:00-19:00; sáb e dom 14:00-19:00
preço :
nota : ver pf calendário global das exposições existentes no post calendário de exposições de fotografia

“Pintura, Escultura, Fotografia, Joalharia,
Como acontece todos os anos bolseiros e finalistas da Escola Ar.Co (Centro de Arte e Comunicação Visual) apresentam os seus trabalhos. São 31 autores que
mostram peças em diferentes suportes como desenho, pintura, escultura, fotografia, joalharia e cinema. Até 26 de Junho no Palácio Galveias, em Lisboa.”

lx50 – Cristóbal Hara e Mabel Palacín "PHOTOESPAÑA2009"

Maio 23, 2009

data: 28 mai (inauguração 28 mai 19:30) a 26 jul 2009
local: lisboa-portugal, museu berardo-centro cultural belém, praça do império, , tel. 351 213612570,
museuberardo@museuberardo.pt, gps lat 38°41’44.71″N; long 9°12’26.08″W
acessos: autocarros: 29, 43, 201; eléctricos: 15, estacionamento-junto ao centro
horário: seg a sex 14:00 às 18:00, sáb, dom, fer 14:00 às 20:00
preço : entrada livre
nota : ver pf calendário global das exposições existentes no post calendário de exposições de fotografia

“Cristóbal Hara, nascido em 1946 em Madrid, apresenta uma exposição antológica, na qual reúne centenas de fotografias que retratam a sua relação com o tema da vida quotidiana em toda sua carreira, incluindo imagens de séries como Lances de Aldea (1992), Vanitas (1998) ou Contranatura (2006), bem como obras de produção recente.”
“a exposição de Mabel Palacín, nascido em Barcelona em 1965) apresenta uma série de fotografias e um vídeo, A Distância Correcta (2002-2003), sobre a dupla
natureza da imagem e da revisão fotográfica.”

lx48 – Catarina Botelho – “Dias Úteis”

Maio 23, 2009

data: 22 mai (inauguração 19:00) a 18 jul 2009
local: lisboa portugal, rua anchieta, 31 (esquina com a rua garrett ao chiado; num prédio pombalino devoluto)
horário: qua a sáb 14:00-20:00
preço :
nota : ver pf calendário global das exposições existentes no post calendário de exposições de fotografia
“A exposição é composta por três séries fotográficas, expostas ao longo de três andares de um prédio devoluto pombalino no Chiado. O primeiro bloco de trabalho, s/título (Dias Úteis), é composto por catorze imagens, de tamanhos variáveis, que ocuparão as divisões dos primeiros dois pisos da exposição. Este trabalho vem no seguimento do que vem sendo desenvolvido pela artista desde 2001 e centra-se sobre o registo de imagens de pessoas (e alguns objectos) em momentos do dia a dia. Percorridos estes dois pisos de imagens, subimos a um sótão onde se encontra um conjunto de sete imagens intitulado “Modo Funcionário de Viver”. Estas fotografias, em variações de branco, mostram em diferentes dias, uma almofada sobre uma cama. Numa divisão anexa ao sótão, é apresentada a peça/livro “Termo de Identidade e Residência” que reúne um conjunto de auto-retratos, imagens feitas de uma forma sistemática, como se de provas de vida se tratassem.”