07 de junho – vamos lá votar ? a ironia da democracia

foto Laurindo Almeida num dos centros do Porto (Jun 2009)

hoje é dia de contribuirmos com a escolha dos nossos 22 futuros euro-parlamentares para a eleição “simultânea” em 27 países europeus e escolhermos aqueles fadados que vão receber 7665€ brutos mensais, além de um conjunto de outras regalias para criarem as directivas que fazem o quadro legal de cada um dos países membros cada vez menos autónomos
a ironia é que parece estar tudo decidido, indiferentemente dos actos do passado, das crises do sistema e de quem as provocou, dos erros ou das virtudes de cada um dos partidos a sufrágio, e só estes se podem sufragar o que me coloca logo de fora por não pertencer a nenhum, do trabalho que cada no parlamento europeu que por algumas estatisticas que vimos foi bem diferente, de termos ido ou não para férias, de acreditarmos ou não, de irmos votar ou não, de como o Saramago tão bem satirizou votarmos em branco ou não, do número de abstenções ser mais ou menos elevado, o resultado é conhecido antecipadamente … parecendo haver pouca margem para dúvidas ou incertezas (9 para o ps, 8 para o psd, 2 para o pcp não falo em cdu porque os verdes não estão em lugar elegível …, 2 para o be e 1 para o cds/pp) e o resultado em termos globais para cada um dos grupos europeus, nos quais o psd e o pp se irão fundir, o mesmo acontecendo ao pcp e ao be, também são “conhecidos” antecipadamente com bastante exactidão, curiosa máquina “democrática” esta que através dos seus meios e medias nos consegue condicionar e controlar tão eficazmente ….
após uma campanha tão pouca propositadamente esclarecedora, há que manter a tal máquina, e transformar os partidos em clubes de futebol uma espécie de “religiões” em que votamos por fé ou por emoção e não por reflexão, a pergunta óbvia é : valerá a pena votar ? cada um dirá por si, eu vou, pelo menos fico com a ideia que tentei contribuir e … mudar (ou será que não?)
Anúncios

2 Respostas to “07 de junho – vamos lá votar ? a ironia da democracia”

  1. Anonymous Says:

    Vivam, apenas. Sejam bons como o sol. Livres como o vento Naturais como as fontes. Imitem as árvores dos caminhos Que dão flores e frutos Sem complicações. […]do poema "Vivam, apenas" de José Gomes Ferreira

  2. Joni Says:

    Olá!Gostei imenso de descobrir o vosso blogue.Vou seguir com atenção: até porque partilhamos interesse pela fotografiaJá agora: votei em branco 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: